top of page
Buscar

4 Perguntas para: Fernando Bocchi (M. Dias Branco)

PackTech Ventures - Newsletter #1 - Novembro 2022



Entrevistamos com exclusividade Fernando Bocchi, Diretor de P&D da M. Dias Branco, empresa líder no mercado brasileiro de Biscoitos & Massas. Com um portfolio recheado de marcas reconhecidas pelos consumidores como Adria, Fortaleza, Vitarella, Richester, Piraquê, Jasmine e FitFood (estas duas adquiridas nos últimos 2 anos), segue impactando positivamente o setor de Alimentos com o seu programa de conexão com startups Germinar. A seguir, o registro da nossa conversa sobre Inovação Aberta, Cultura organizacional, e os desafios no desenvolvimento de soluções em embalagens alinhadas com metas ESG (Governança Sócio-Ambiental).

Crédito: Divulgação, M. Dias Branco.



PackTech Ventures (PTV): O programa de Inovação Aberta "Germinar" da M. Dias Branco, tem sido uma referência entre programas corporativos desde 2018, fomentando startups e o mercado de FoodTech no Brasil, além de ser uma experiência para os colaboradores da empresa que são envolvidos na interface com as startups. Como tem sido o impacto Cultural desse programa para a empresa? Quais os benefícios para os colaboradores que participam?


Fernando Bocchi (FB): O Programa Germinar M. Dias Branco trouxe uma mudança de mindset para os colaboradores que participaram dessas quatro edições, vivenciando a inovação aberta na prática. Novas competências voltadas a modelos ágeis e disruptivos foram incorporadas nos times, além de habilidades em ferramentas de gestão de projetos, contribuindo de forma efetiva para o fomento a cultura da inovação na empresa.


PTV: Quais os desafios na busca por soluções para Embalagens através de programas de

Inovação Aberta? O que falta para termos mais soluções nesse tema?


FB: Esse é um tema de grande impacto e importância na agenda sustentável das empresas. O programa Germinar trouxe a oportunidade de nos relacionarmos com várias startups, porém muitas com soluções em estágios iniciais de pesquisa e desenvolvimento. Acredito que o grande desafio seja ampliar o acesso dessas startups a mentores e ao financiamento do negócio, proporcionando o desenvolvimento das suas soluções, inclusive pensando na proteção intelectual dessas soluções.


PTV: Neste ano, a M. Dias Branco foi eleita a melhor empresa na categoria Agronegócios,

Alimentos e Bebidas no prêmio "Guia Exame Melhores do ESG 2022". Apesar de todos os esforços em redução no uso de recursos e na emissão de CO2, as empresas de Bens de Consumo são cobradas por temas ambientais pelo grande público através de suas embalagens. Quais os desafios enfrentados para implementar e comercializar produtos em embalagens sustentáveis, particularmente no setor de Alimentos?


FB: A embalagem, no setor de Alimentos, além de permitir a comercialização adequada e levar as informações nutricionais aos consumidores, tem a finalidade de garantir a segurança do produto, evitando contaminações, e garantir a manutenção da sua vida útil. Pela complexidade envolvida, o custo de material e as barreiras de proteção adequadas são os principais ofensores, quando pensamos em embalagens mais sustentáveis.


PTV: Além da parceria com startups em programas de Inovação Aberta, a co-criação de soluções com fornecedores e parceiros já estabelecidos é uma outra maneira de alavancar a Inovação. O que você espera dos fornecedores de embalagens para que uma boa parceria no desenvolvimento de soluções seja formada?


FB: É imprescindível que os fornecedores mantenham uma agenda de inovação, fomentando a pesquisa na academia e no ecossistema de startups, além da capacitação de seu time interno. Temos uma parceria sólida com nossos fornecedores de embalagens e observamos essa preocupação na busca contínua por inovações e sua importância para a co-criação com seus clientes.



Saiba mais sobre a M. Dias Branco visitando o site: https://mdiasbranco.com.br/



Copyright © 2022, PackTech VenturesTM. Todos os direitos reservados.



bottom of page