top of page
Buscar

Caso de Negócio para Inspirar: Swapbox (Países Baixos)

PackTech Ventures - Newsletter #3 – Janeiro 2023



Embalagens descartáveis são resíduos: as embalagens reutilizáveis são 80% mais ecológicas do que as embalagens descartáveis. As embalagens compostáveis ou biodegradáveis ainda geram resíduos e microplásticos, que acabam em aterros sanitários ou incineradores. Apenas 9% de todo o plástico produzido no mundo foi reciclado. Muitas vezes, embalagens são usadas por minutos, mas polui nosso planeta por décadas. A Comunidade Européia proibiu o plástico de uso único em Jul’22, com vigência em 1 ano (Jul’23). Será obrigatório oferecer opções de embalagens reutilizáveis aos clientes, sendo que as embalagens descartáveis contendo (bio)plástico terão de ser cobradas dos clientes.


O conceito de embalagem da SwapBox pretende ser sustentável através da reutilização de materiais de duas formas. Em primeiro lugar, produzindo embalagens que podem ser reutilizadas pelo menos de 300 a 500 vezes antes de serem recicladas. E, em segundo lugar, a reciclagem em circuito fechado significa que todas as embalagens SwapBox que não são mais utilizáveis, serão devolvidas aos fabricantes, que as utilizarão para fabricar novas embalagens SwapBox.


Um exemplo de como a SwapBox funciona – neste caso, operando junto a um serviço de catering – é o caso dos escritórios da Bain & Co e LinkedIN em Amsterdã. Todos os dias, a cozinha do catering prepara as refeições em SwapBoxes para vários escritórios na Torre Rembrandt, em Amsterdã. A embalagem é rastreada por contas de escritório, separadamente. As refeições são entregues em cada escritório, onde os funcionários desfrutam da refeição e entregam as SwapBoxes em lixeiras de coleta. Ao final de cada dia, um funcionário da SwapBox traz embalagens novas ao catering, e recolhe as embalagens usadas.


O modelo desenvolvido para restaurantes de rua envolve um APP e comida para viagem:


Etapa 1 - Um cliente entra num restaurante, pede comida para viagem, e decide usar o SwapBox;


Etapa 2 - A cozinha prepara as refeições normalmente, mas utilizando uma embalagem SwapBox;


Etapa 3 – O restaurante solicita ao cliente mostrar o seu código QR, que é gerado pelo APP SwapBox, e é escaneado pelo restaurante;


Etapa 4 - Usando o aplicativo, o cliente também digitaliza o código no SwapBox para concluir o pedido.


Segundo a Swapbox, é uma solução ganha-ganha para os restaurantes, economizando nos custos de embalagem, e funcionando como uma ferramenta de engajamento com clientes. Além disso, está em conformidade com o novo regulamento da UE que proíbe plásticos descartáveis, principalmente em restaurantes.


Para mais informações sobre a SwapBox, visite o site: https://www.swap-box.com/


Copyright © 2023, PackTech VenturesTM. Todos os direitos reservados.

bottom of page